Projeto PES-AESCD

“A promoção de competências pessoais e sociais e sua utilização na área do desenvolvimento social e proteção e promoção da saúde/ bem-estar, pode constituir uma estratégia na obtenção de informação, mas também na construção de alternativas, na adoção de modos alternativos de lidar com os desafios da vida, sobretudo em situações onde os fatores sociais, económicos e ambientais possam constituir fatores ligados ao risco. As crianças e adolescentes devem ter a possibilidade de obter informação e ajuda para equacionar problemas e tomar decisões, bem como a associar esta competência e autonomia à adoção de estilos de vida saudáveis e a uma participação social ativa, que inclui a possibilidade de transformação do seu envolvimento físico e social, permitindo uma acessibilidade fácil, socialmente valorizada e duradoura a um estilo de vida saudável e projetado no futuro."

Pretende-se uma intervenção preferencialmente preventiva, com ênfase no envolvimento e participação dos alunos, e com especial ênfase na colaboração com as famílias, incluindo ainda outros contextos frequentados: escola, centros de juventude, centros de saúde, centros desportivos, rua.

Esta abordagem pró-ativa, construtiva e pela positiva é essencial, uma vez que, quando questionados sobre a razão que os leva à adoção de comportamentos lesivos da sua saúde, os jovens sublinham a falta de alternativas, a falta de expectativas para o futuro, o “tédio”, e a desistência de viver, ou pelo menos a desistência de viver participando ativamente na vida social, tomando responsabilidade de decisão sobre as suas vidas, percebendo a suas vidas como vidas de qualidade e desenvolvendo progressivamente a sua autonomia.

Neste contexto de Educação para a Saúde e na continuidade do trabalho anteriormente desenvolvido, merece um destaque especial a promoção da Educação Sexual.

"Esta tem como objetivo fundamental o desenvolvimento de competências nos jovens, de modo a possibilitar-lhes escolhas informadas nos seus comportamentos na área da sexualidade, permitindo que se sintam informados e seguros nas suas opções. A Educação Sexual para os jovens tem como objetivo conseguir uma melhoria dos seus relacionamentos afetivo-sexuais, ao mesmo tempo que pretende reduzir as possíveis consequências negativas dos comportamentos sexuais, tais como a gravidez não planeada e as doenças sexualmente transmissíveis. Tem também como meta a necessidade de dotar os mais novos da capacidade de proteção face a todas as formas de abuso e exploração sexual. Numa perspetiva a longo prazo, a Educação Sexual deve contribuir para a tomada de decisões na área da sexualidade durante toda a vida."

 

OBJETIVOS GERAIS DO PROJETO

  • Desenvolver a consciência cívica da comunidade como elemento fundamental no processo de formação de cidadãos responsáveis, ativos e intervenientes;

  • Consciencializar os alunos para a importância da aquisição de valores / atitudes, com vista à sua integração na sociedade;

  • Sensibilizar os diversos agentes da comunidade educativa para a necessidade de educação para a saúde e da educação sexual, fomentando a sua adesão e envolvimento neste projeto;

  • Fomentar hábitos de vida saudável;

  • Promover o reconhecimento da saúde como um bem precioso que todos desejamos e devemos promover;

  • Estimular o apreço pelo seu próprio corpo e pela conquista da saúde individual;

  • Conhecer sintomas de doenças relacionadas com desvios alimentares;

  • Conhecer consequências do consumo do consumo de tabaco e outras drogas;

  • Descobrir a importância dos laços afetivos nas relações interpessoais e saber distinguir diversos tipos de relacionamento;

  • Compreender a sexualidade como uma das dimensões mais sensíveis da personalidade humana;

  • Promover uma cultura de respeito e responsabilidade no campo da sexualidade;

  • Promover a relação Escola-Família, Escola-Centro de Saúde e/ou outras instituições/ recursos comunitários.